terça-feira, 29 de outubro de 2013








                    POVO DE AVEIRO SAI AS RUAS PARA REIVINDICAR SEUS DIREITOS.
 MANIFESTANTES  A FRENTE DA PREFEITURA DE AVEIRO

MANIFESTANTES COMERCIANTES NA CÂMARA MUNICIPAL DE AVEIRO.
 Mais um dia histórico no município de Aveiro, quando o povo saiu as ruas para reivindicar seus direitos constitucionais, fazendo passeata democrática, com cartazes e faixas e carro volante.
Muitos ainda tem medo de mostrar o rosto diante dos puxa saco que são pagos para entregar as pessoas que são servidores para serem reprimidos pela ditadura, e isso a gente não pode falar nada contra o gestor porque ele ainda agiu dessa forma.
A passeata saiu pelas principais ruas da cidade, onde  alguns moradores saíram de suas casas de carro e a pé acompanharam a manifestação até a prefeitura municipal,  onde  os manifestantes gritaram “Queremos o prefeito, queremos o prefeito” outras pessoas gritavam queremos respeito com o povo.
Na prefeitura somente estavam os auxiliares e o chefe de Gabinete Arildo Mota, que ouviu e observou os manifestantes e se retirou da prefeitura, não se encontrava o prefeito Olinaldo Barbosa e o vice-prefeito Luciano de Sousa Nascimento.
A população presente cobrou mais respeito com dinheiro o público, merenda escolar nas escolas que não existe, medicamentos e profissionais nos postos de saúde, restauração e ampliações de postos de saúde a onde os preços não são compatíveis com a obra que está sendo realizada por encarregados.
Depois das tantas lamentações e gritos de mais respeito com dinheiro do povo a passeata seguiu até a Câmara Municipal a encontrou dois vereadores, Antônio Paulo e Vânia Felix. Os manifestantes cobraram  posição dos dois vereadores  explicações dos edis, da falta de merenda escolar e o fechamento do caixa aqui   da Caixa Econômica.
Os vereadores responderam que não concordam com a situação que se encontra o município de Aveiro. Já o vereador Antonio Paulo falou que o povo precisa apresentar denúncia na câmara para que os vereadores aprovem, porque quando eles apresentam eles perdem o direito de voto.
Estiveram presentes vários representantes de entidades que estão indignados com a situação que se encontra o município, onde as comunidades estão às escuras, por falta de combustível para os motores que geram energias para os comunitários.
Já está marcado para dia 15 de novembro; mais uma manifestação contra os descaso do poder público e também poder reivindicar melhorias para todos os setores, saúde, educação, agricultura, estrutura física da cidade e também cobrar uma posição do ministério público estadual  o resultado da venda da madeira
.
   EDITOR: PEDIDO DESCULPAS  PARA VEREADOR  PAULO HENRIQUE.
A Matéria divulgada neste blog a cima citado vereador Paulo Henrique, confirmada pelo prima do vereador por sofrer de pressão alta, e diante do telefone este repórter comprovou o que colega que estava no momento me confirmou o que está escrito acima do vereador.
Na sessão anterior o referido vereador chamou este repórter de mentiroso e  que o primo de CLÁUDIA, não tinha feito essa ´proposta. Mas, se solicitar a gravação da operadora TIM, lá podemos conferir a verdade, que a CLÁUDIA ao ser interrogada sobre a veracidade dos fatos ela me confirma que sim.
Para não levar o assunto adiante e para não causar danos a saúde de Cláudia Alvorêdo, eu estou pedindo desculpas por que a senhora Cláudia disse depois que não aconteceu dessa forma,mais que ele o vereador Paulo Henrique esteve em sua residência pedindo que desistisse da passeata por que Cláudia e o Marido poderiam se prejudicar e nesse governo não iram conseguir empregos. São palavras de Cláudia. Repito mais uma vez, telefone e pessoas que ouviram são minhas testemunhas da confirmação de Cláudia, nada foi inventado vereador.