quinta-feira, 22 de agosto de 2013







VEREADORES FALTOSOS IRÃO SOFRER DESCONTOS EM SEUS VENCIMENTOS.


VEREADORES NA RÁDIO TROPICAL-FM  87,9MHz

PRETO DO SATIRO  E O VEREADOR ANTONIO PAULO.
 Na última terça-feira 20, dos nove vereadores apenas 4 compareceram  na sessão ordinária da Câmara Municipal de Aveiro, por esse motivo não deu quórum à sessão.São eles: Ulisses Almeida(do Gigíco), Gilmar Lira, Antonio Paulo e  presidente da casa legislativa Raimundo Ronilson, mais conhecido por (Preto do Satiro) . Dado  inicio a sessão e em seguida foi encerrada pelo motivo já citado.

Segundo o presidente da câmara municipal Preto Satiro, a falta dos vereadores deu-se por conta que todos os vereadores faltosos que já sabiam o que seria realizado nesta sessão, por que seria aberta de uma CPI, para apurar a responsabilidade do atual prefeito Fuzica na venda da madeira que foi apreendida pelo IBAMA e doada ao município de Aveiro.
Em continuação o presidente da câmara disse que ele e o vereador Antonio Paulo pertencem ao mesmo partido PSC,  mais eles estão fechados para defender os direitos do povo e não defender o prefeito Olinaldo Brabosa. Fuzica não tem palavra, na reunião da Vila de Brasília Legal o gestor se comprometeu e recuperar as estradas e não cumpriu.
Pela documentação que foi mostrada á nossa reportagem, indicam assinatura do prefeito em todas as documentações, assim como a do funcionário Fredson Fernando  Mota Batista , do ex-secretário João Batista de Paiva, as assinaturas só complicam a situação dos acusados e envolvidos na venda das madeiras, segundo investigações dos vereadores.
Continuando, o presidente falou que esteve em município de Muju e falou com dono da Madeireira Padroeira do Norte, que confirmou a compra da madeira das mãos do ex-secretário João Batista de Paiva, juntamente com o funcionário Fernando.
O proprietário depositou direto em conta R$ 288, 000,00 (Duzentos e oitenta oito mil reais), sendo que avaliado a madeira em toras e beneficiadas que chega 1.442,699, 00 (Hum milhão e seiscentos e sessenta e nove mil reais). Para o presidente e os demais vereadores que estiveram investigando a venda dessa madeira, é uma quantia muito irrisória.
Já o vereador Antonio Paulo, falou que pertence ao mesmo partido PSC, que é do prefeito Olinaldo Barbosa, mais não vai compactuar com seu erro, que tudo indica que se caso venha comprovar a sua participação nesse escândalo da madeira ele será punido conforme manda a lei.
Antonio Paulo disse que vem sofrendo ameaças de ser expulso do partido,  e deixou bem claro:” Eu sou vereador eleito para um mandato de quatro anos, vereador para trabalhar para todos e corresponder os votos que obtive na última eleição,  então,  o interesse é o compromisso que tenho com o povo de Aveiro ,e não ser vereador de prefeito. Pois, iremos continuar com o grupo do G5 firme e forte .

Vereador Antonio Paulo, falou que será aberto a CPI, que serão apuradas as participações do prefeito, até por que então, os dois funcionários não tem como explicar a venda da madeira, já que o proprietário da madeira foi bem claro, ele entrega a madeira, se devolverem o dinheiro para sua conta, haja vista o cidadão não querer perder o que pagou.
Vereador Gilmar Lira, disse que o candidato a prefeito que ele                apoio  não foi esse que ai está,mais sim um ladrão como foi propagado em palanque  foi chamado, a onde tinha que existir duas balsas para levar os forasteiros , para que hoje, se fizer as comparações tem muito mais gente de fora que no tempo do ex-prefeito. Agora, tem muita mais gente de fora do que no tempo do ex-prefeito
Hoje nem a sua própria vila a onde mora os moradores estão realizando vaquinhas para manter a as ruas limpas, situações das pontes é uma vergonha, por que a população vão construir de madeira para poder o carro do prefeito passar  com a  Rilux .
Gilmar falou da falta dos colegas edis na sessão, dois se sabe que justificaram suas faltas, mais precisa justificar com atestado médico, já o vereador Rubemir Santos, ele já é conhecido pelas suas atitudes e que ninguém se espante ou que seja da falta de conhecimento do povo de Aveiro a sua atitude.
Vereador Gilmar Lira, disse que o assunto madeira é verdade, que será feito uma apuração do envolvimento do prefeito, caso ele esteja sofrerá a punição que a lei determina, pois, tudo indica que   se o gestor esteja envolvido  com certeza sofrerá as punições que a lei determina .
Para fechar a entrevista na rádio, o vereador Ulisses do Gigico, disse que tudo que o prefeito prometeu não cumpriu por que não tem palavras. Que esteve juntamente com os três vereadores nas comunidades a onde irão ser construídos ampliações dos postos de saúde e as reclamações são as mesmas, comunidades cheia de matos, descasos é grande com quem apostaram nas palavras do prefeito Fuzica.
Para o vereador Ulisses,  os colegas com quem vem trabalhando realizando o papel de legislador , procurando levar conhecimento público tudo aquilo que tiver de errado, para o bem estar da população. Disse que na próxima sessão vai ser aberto a CPI, para apurar as irregularidades da venda da madeira, que a população espere empenhos dos seus companheiros para apurar com responsabilidade a venda de madeiras.