segunda-feira, 30 de maio de 2011

PAGAR 30 MIL REAIS PARA TRAZER UM ATOR GLOBAL EM AVEIRO.

ESSA É A REALIDADE DE AVEIRO E NÃO A QUE QUEREM QUE MOSTRE.
Adicionar legenda

Como é possível viver sem assistência social.

Sobreviver é esse o dilema do povo de Aveiro/Pará

Crianças atravessando pisando em lamas na cidade.


Este buraco tem 8 anos acreditem.Será que 30. mil não dá de tapar esse buraco?

Prefeito, mesmo sendo ação da Assistente Social do município, não deixa de ser dinheiro da prefeitura de Aveiro. Pagar R$ 30.000,00 (Trinta Mil reais), para trazer um ator da Globo, enquanto existem pessoas dentro do município de Aveiro, com a casa sem condições de moradia.
Assistência Social deveria está trabalhando em prol dos necessitados. Em pleno século XXI, nesse País, principalmente em Aveiro, ainda existe pessoas, famílias vivendo de maneira sob desumanas em casebres de palhas e muitas das vezes sem condições de até comprar um kg de farinha. As ruas cheias de buracos, eles só não tapam porque é uma vergonha colocar barro a onde foi construído de cimento. Trinta mil reais, dava para se fazer alguma coisa em beneficio dos pobres. Sabemos que um artista merece muito mais do que trinta mil reais, mais os pobres não precisam pagar por coisas que não irão lhe servir.      
Povo de Aveiro, irá mostrar, que não se vive de ilusões, se vive de realidades. O povo tem, que banir todos que entrarem nessa prefeitura e não mostrar a sociedade que veio com intuito de administrar para o povo e não para meia dúzia de cambada de "SANGUE SUGAS DO DINHEIRO PÚBLICO", o povo deve tirar e mandar todos viverem em outro ramo. A população deve prestar atenção nessa eleição. Dia 05 de Junho vem aí, mostre você eleitor consciente o quanto vale seu voto na urna depositado,dinheiro não paga o restante de sofrimento mesmo que seja mais um ano de seis meses. Aonde estão os vereadores, que não vejam a situação de um município. Enquanto alguns vereadores constroem  as suas mansão  o povo humilde  vive em casa de palha. Essa é a realidade. Eu, se tivesse outra realidade eu também mostraria. Escrever,falar que vai ser construindo tal coisa, isso é fácil. Eu escrevo fatos concretizados e não as promessas.