quinta-feira, 13 de março de 2014




     
   ÍNDIGINAS REIVINDICAM  RECONHECIMENTO COMO AVEIRENSES.

         ÍNDIOS REVOLTADOS PROMETEM MANIFESTAÇÃO NA PMA.

A Etnia Sateré Maué através do Cacique Candido Dias de Oliveira, e oito companheiros de sua  tribo se deslocaram da sua aldeia para poder ter uma audiência com o prefeito Olinaldo Barbosa da Silva (Fuzica), ao chegar aqui em Aveiro, o gestor não foi encontrado na cidade.  
Em conversa com a nossa reportagem o Cacique nos adiantou que foram acolhidos pelo vice-prefeito Luciano de Sousa do Nascimento que dou alimentação para ele e seus companheiros, uma vez, que o vice-prefeito não tem portaria para atuar como prefeito em exercício, mais pela sua boa vontade acolheu os indígenas.
Candido o Cacique da tribo, falou que viajam três dias (3) para poder chegar na sua cidade de origem, já que sua tribo fica nas terras do município de Aveiro-Pará ,mais precisamente na  Vila Nova –Rio  Andirás , segundo  o Cacique diversas famílias são obrigadas a saírem para Parintins e outras cidade para levarem seus filhos pra educar e   nas eleições votarem fora dos seus domicílios.
Hoje, o Cacique Candido Dias de Oliveira, estão aqui em Aveiro,, para falar com o prefeito, para reivindicar seus direitos de cidadãos aveirenses e ter o direito de escolher seus representantes políticos tanto no legislativo como no executivo.
 A Etnia dos índios estão querendo e é uma das pautas de reivindicação dos indígenas é a contratação de professores para que seus filhos possam estudar e ser reconhecidos como aveirenses.
Para finalizar a Cacique deixou claro que dês do ano de 2012 que o Cacique e seus amigos viajam de sua Aldeia para Aveiro, com promessa de serem atendidos em suas reivindicações. Caso o prefeito não receba sua comissão ele não vão arredar o pé e podem vim mais índios e fazerem uma manifestação até que o prefeito Olinaldo os  atenda, poderão vim mais de 500 índios para a frente da prefeitura de Aveiro.