sábado, 5 de outubro de 2013







AGENTES DO IBAMA DE BRASÍLIA-DF REALIZAM COLETA DA MADEIRA EM AVEIRO.

CHEGADA DOS AGENTES DO IBAMA E A RECEPÇÃO DOS VEREADORES.

AGENTE DO IBAMA FAZENDO O TRABALHO DE CONSTATAÇÃO DA MADEIRA.

Chegou dia 03/10 ,dois Agentes do IBAMA vindo de Brasília-DF, aqui foram recepcionados  pelos vereadores  Antonio Paulo e Raimundo Ronilson (Preto do Satiro), a finalidade dos agentes é verificar a essências, procedências  e  a devolução das  madeiras doadas pelo IBAMA pra a Prefeitura Municipal de Aveiro.
Um dos  agentes esteve conversando com o representante da madeireira senhor Ogildo , quando  fez diversas perguntas e,  uma delas foi o guia de transporte da madeira.   Ogildo respondeu dizendo que somente o documento de romaneio, por que quando foram tirar o guia de transporte, a balsa já havia saído do rio moju em direção  a cidade de Aveiro.
A gente do IBAMA, perguntou como a balsa passou nos postos de fiscalização; Ogildo  disse que daqui pra lá os fiscais do órgão foram acompanhando até na madeireira. Já para trazer a madeira para Aveiro, nas barreiras de fiscalização do IBAMA trouxe apenas romaneio e quando parava nos postos de fiscalização, ao ser interrogado sobre o documento ele respondeu que: “ A madeira é doação do IBAMA para Aveiro”.   Com essa frase a madeira chegou em Aveiro.
Após conferir  metragem, a bitola da madeira os agentes  colheram amostra também de toda madeira empacotada, para fazer exames da essência das madeiras que constam na documentação de doação para a prefeitura de Aveiro.
A nossa reportagem conversou com vereador Antonio Paulo sobre a fiscalização ele nos adiantou que, o senhor André estava muito bravo com o prefeito Olinaldo Barbosa por que ele fez um acordo com o prefeito de entregar a madeira e no recebimento ele pagaria para senhor André dono da madeireira  valor R$ 32.500,00 (Trinta e dois mil e quinhentos reais), e o gestor não cumpriu o acordo.
Porém o representante da madereira aguarda o cumprimento do acordo, que até a presente confecção da matéria não chegou nenhuma noticia que esse dinheiro seria entregue para o representante da madeireira Orgildo. Que disse a nossa reportagem da tropical- FM, que o prefeito não cumpriu com o acordo.
Isso significa que houve contato do gestor com o dono da madeireira e que se o prefeito não tivesse nenhuma culpa o gestor local não faria nenhum acordo para não se envolver  na venda da madeira, pagando o valor combinado, segundo o Ogil.
Antonio Paulo disse que através do conhecimento do vereador a madeireira do senhor André é a mais bem organizada e constituídas,  é legalmente constituída e que está devolvendo a madeira que ele comprou e pagou mais só teve  prejuízos são mais de 100 mil por dia e isso quem vai pagar. Segundo o vereador  quando ouviu o relato de Ogildo responsável pela entrega que a questão de devolver é limpar a o nome da madeireira, mesmo que a madeireira limpe seu nome haverá processo federal para os envolvidos é o que povo espera. Por que os envolvidos nesse episódio sofreram punições podendo ser presa. Com desenrolar das investigações formuladas pelos vereadores ao Ministério Público Federal, muitos coisas feito por debaixo dos panos  serão descobertas.  E uma delas vendas de outras madeiras,assim como estão faltando nessas 2.500 e poucos metros cúbicos de ,madeiras. irão ser cobrados mais 800 toras apreendidas pelo IBAMA, e que foram solicitadas para órgão do IBAMA para serem incluídas no montante da madeira.