sábado, 30 de abril de 2011

AVEIRO EM PLENO SECULO XI SEM ASSISTÊNCIA SOCIAL

 ESTÁ É A REALIDADE DAS FAMÍLIAS DO TUMBIRA MUNICÍPIO DE AVEIRO - PARÁ.


A REALIDADE DE VIDA DO POVO DE TUMBIRA.
 Pedirão eu atendo, mostrar as coisas boas que tem Aveiro, nesses últimos meses de mandato do atual prefeito. Sabemos que Assistência Social do Município, nunca funcionou de fato e de direito.Até dificilmente ouvimos noticias que a responsável da assistência social esteve visitando comunidade tal e fez algum tipo de levantamento das pessoas que necessitam de moradias, que em pleno Século XI, ainda exista famílias morando dessa forma que estou mostrando. As casas são de barros cobertas com palhas, já outras todas de palhas e as portas também feita de palhas. Coitados sem assistência e sem condições de comprar algumas famílias da Comunidade de Tumbira, cerca de 15 minutos da lancha motor, cerca de meia hora de rabeta, vivem essas famílias que necessitam que os políticos olhem por essas famílias. Hoje a  prefeitura de Aveiro, em três  meses já recebeu mais de 7. milhões de reais. Agora imaginem aos longos desses anos todos, quanto o município de Aveiro, não recebeu até hoje. É ressaltar, que por todos esses valores recebidos e gastos, uma parte sabemos que foi gasto, já a outra parte não sabemos, porque até nunca um prefeito levou ao conhecimento público os valores arrecadados e muito menos diz, quanto ele ganhou de diárias, viajando para cima e para baixo. As desculpas são porque foi atrás  de recursos, mais ninguém apresenta um relatório dizendo e mostrando para opinião pública, o que conseguiu para o município. A minha indignação é mostrar a realidade dos fatos. Eu não escondo a verdade, doa em quem doer. O povo de Aveiro, não aceita desculpas, a população de Aveiro,quer ação. Porque não colocar a cara a pau, se não dá de fazer, executar, porque não mostra tudo isso ao povo de Aveiro. Enquanto o Tribunal de Contas do Município, aceitar somente papel, e nunca for verificar a fonte das notas fiscais, podem acreditar prefeito nenhum vai ser pego como ladrão. Ou, como prefeito que desvia verbas, porque o único que rouba é pobre, já o prefeito a penas desvia dinheiro público, que é uma piada. O que estou mostrando é apenas a realidade de algumas famílias da Comunidade, não são todas, mais todas vivem com dificuldades. Que fique bem claro, isso é apenas um 0,5% das famílias que sobrevivem nessas condições. Um dia, que uma assistente sair de traz da sua mesa e ver, fazer um levantamento das necessidades desse povo, garanto, pode até não solucionar os problemas, mais com certeza, dará mais dignidade a essas famílias viverem.