quinta-feira, 7 de agosto de 2014

OLINALDO BARBOSA RESISTI EM ENTREGAR A PREFEITURA.

                             
                             



                                 OLINALDO BARBOSA RESISTI EM ENTREGAR A PREFEITURA.


                    REFEITO AFASTADO RESISTI E NÃO ENTREGA AS CHAVES DA PMA.
 Informações do Presidente da Câmara Municipal  senhor RONILSON o (Preto do sátiro) dão conta que o prefeito afastado Olinaldo Barbosa não quer entregar a chave da Prefeitura Municipal, uma vez, que o mesmo foi afastado pela  maioria dos vereadores. Os advogados foram notifica-los através de documentação do afastamento pelo prazo de 180 dias e o mesmo não admite que estar afastado pela câmara.
Quando os advogados e os vereadores chegaram à prefeitura,  o prefeito  afastado  não quis dá ciência  nos documentos apresentado a ele  pela notificação para que o mesmo deixasse o gabinete e entregasse as chaves da prefeitura para o prefeito empossado pela câmara  Luciano de Sousa  do Nascimento.
Como houve resistência a recusa do senhor Fuzica   os advogados da Câmara Municipal se dirigiram a delegacia de Polícia Civil aonde realizaram os procedimentos cabíveis e por desobediência a Lei Orgânica do Município de Aveiro. Em seguida os advogados se dirigiram até a cidade de Itaituba-Pará para levar ao conhecimento do Juiz que  responde pelo Termo Judiciário de Aveiro, todos os documentos e a decisão da maioria dos vereadores  para que ele faça o prefeito afastado  cumprir a lei.
Segundo nos informaram ontem por ocasião da sessão que acontecia no plenário da câmara os recursos que tinha na conta estava  sendo sacado pelo tesoureiro, não se sabe se são os valores do FUNDEB, com isso os vereadores acham que o pagamento dos profissionais da educação poderá ser comprometidos, mais ele acha que o prefeito afastado  tenha bom senso e deixe os valores depositado pelo governo federal para os pagamentos dos profissionais da educação e auxiliares .

O prefeito foi visto pela reportagem sentado em baixo das mangueiras e depois no gabinete com seus fieis escudeiros, resistindo a entregar a chaves da Prefeitura e também o gabinete l que pela câmara não lhe pertence mais até os 180 dias e a decisão das instâncias a  serem percorridas pelo acusado Olinaldo Barbosa da Silva.